Entrevista com nossa artista cover de Bliss Out / Sophie Fletcher

Entrevista com nossa artista cover de Bliss Out / Sophie Fletcher

Recentemente tivemos a oportunidade de conversar com a talentosa artista, surfista profissional e criadora do design da capa de Bliss Out, Sophie Fletcher. Aproveite!

Olá, Sofia! É bom finalmente falar com voce. Pode nos contar sobre você? De onde você é? Onde você está agora?

Tenho 23 anos e cresci em Phillip Island, Victoria. Sinto-me muito grata e sortuda por poder dizer que cresci rodeada pelo mar e aprendi a surfar quando era pequena com a minha mãe e o meu pai.

Temos uma comunidade adorável e ondas incríveis em Phillip Island.

Quanto a onde estou agora, estou num ferry que vai do Reino Unido para a França. Estou viajando e aproveitando as férias de trabalho aqui no Reino Unido/Europa (e América do Sul) por alguns meses.

Parece adorável. E o seu dia-a-dia típico quando você volta para casa? Como é isso?

Esta é realmente uma pergunta muito difícil, já que estive em uma nova cidade ou até mesmo em um novo país quase a cada 3 dias este ano! Como você pode imaginar, foram os 12 meses mais emocionantes e lotados de todos os tempos. E estou absolutamente amando cada segundo disso.

Para lhe dar uma ideia, há mercados onde corro na maioria dos fins de semana com minha marca Sophie Fletcher Designs. Também faço turnê com meu parceiro Felipe (que é músico). E eu o ajudo na estrada e também trabalho junto com ele para criar designs de camisetas para seus projetos.

Fiz uma sessão de fotos na Indonésia e no Reino Unido com meus patrocinadores. E estive em toda a costa leste da Austrália para algumas competições de surf (campeã estadual feminina do Victorian Open este ano… muito orgulhosa), bem como para um evento da série de qualificação da WSL.

Muito Ocupada! Você pode nos contar sobre sua recente colaboração com Beach Soul®? Como isso aconteceu? 

A Bec do Beach Soul® foi super gentil ao me enviar um e-mail dizendo o quanto eles gostam do meu estilo de arte e que queriam saber se eu tinha interesse em trabalhar juntos.

Fiquei muito animada porque só fiz algumas colaborações, então estava ansioso para tentar outra! Adoro trabalhar com marcas menores e alcançar novos públicos juntos. Foi um processo muito bom e fácil trabalhar com Bec do Beach Soul®. E eles me deram controle criativo total, o que é irreal!

Decidi manter as cores exatas da marca (que na verdade são minhas cores favoritas), mas enlouqueci com uma série detalhada de mandalas sobrepostas, que agora adorna a linha de chuveiros portáteis Bliss Out .

Nós amamos os designs e nos divertimos muito trabalhando com você. Até lhe enviamos um Beach Shower com o seu desenho na manga de neprone como mais uma forma de agradecer. Você já teve a oportunidade de experimentar?

Sim! Foi tão emocionante recebê-lo pelo correio. Há algo muito especial nas peças de colaboração e adoro usar o chuveiro para enxaguar os pés e tirar o sal antes de partir.

Sério, eu me sinto como um humano salgado na maioria dos dias, então isso é perfeito haha! Quando criança, eu costumava ir para a escola com sobrancelhas e cabelos salgados porque chegava muito tarde do surf antes da escola pela manhã.

Imagine se eu tomasse um Beach Soul® Beach Shower então!

Você iria para a escola 100% livre de sal e areia, isso é certo. Quanto ao seu processo criativo, você pode conversar conosco sobre isso?

Eu realmente me esforço para criar quando “preciso” ou quando há prazos.

As minhas peças favoritas vêm do nada, na verdade. Apenas ter uma mente clara e criativa funciona para mim. Eu até sou criativa entre as competições de surf, mas o período da Covid foi provavelmente o meu período mais criativo. 

Tanto tempo para relaxar sem ter onde estar! Além disso, sempre me inspiro na natureza. E eu adoro padrões e manchas e rabiscos peculiares.

Quando você percebeu que poderia ganhar dinheiro com seus talentos criativos?

Provavelmente no meio da Covid. Foi tão aleatório, na verdade.

Estávamos em plena atividade cotidiana durante a maior parte desse tempo, mas onde eu morava as regras eram um tanto relaxadas, o que significava que os mercados podiam funcionar de vez em quando.

É desnecessário dizer que fiz tudo o que pude, o que me levou à conclusão de que, se eu conseguir ganhar algum dinheiro fazendo pequenos mercados e algumas vendas on-line, posso definitivamente fazer disso uma carreira. quando o mundo voltar ao normal.

Gostei muito do ritmo de crescimento da Sophie Fletcher Designs. E fui capaz de aprender sozinho todos os aspectos da administração de uma empresa e aprender algo novo na maioria dos dias. Este ano, em particular, foi a primeira vez que tive que dizer “Não” aos meus outros empregos.

Sophie Fletcher Designs é meu dia a dia agora… QUE EMOCIONANTE! Não tenho certeza se acreditaria que isso seria possível no início de 2020. Tudo começou como um hobby e algo divertido, agora é um negócio completo e ainda é divertido!

Muito bem. Há alguma outra comissão ou projeto anterior em que você também gostou de trabalhar?

Isso pode parecer estranho, mas no 11º ano eu não gostei da matéria de Educação Física. Então, no último minuto, no 12º ano, mudei para Comunicação Visual como uma forma de ser espontâneo e tentar algo totalmente diferente do que pensei que adoraria estudar.

Tive então que realizar um projeto especial para a turma, o que fiz sem nenhum conhecimento de Photoshop ou Adobe. Eu projetei um decalque de prancha de surf e um tapete de ioga correspondente para a marca que escolhi, “Roxy”. E o design que criei me rendeu as melhores notas.

Na verdade, adorei tanto que se tornou o primeiro design que lancei 3.5 anos depois para o meu negócio. Chama-se “Abundância” e é tão legal sonhar com algo e, anos depois, vê-lo não apenas em um livro escolar, mas tê-lo fisicamente e vendê-lo ao redor do mundo para pessoas que não conheço... selvagem!

Eu também gosto muito de criar alguns designs de camisetas do meu parceiro e ver as pessoas usando-as em festivais! Isso sempre dá um pouco de ânimo no meu passo haha. Ah… Eu também desenhei um decalque para a equipe australiana de surf júnior quando eles foram para o Campeonato Mundial de Surf.

Portanto, esse é um pequeno e agradável caminho para o mundo do surf (com o qual você está bem familiarizada). Na verdade, você é uma surfista profissional além de artista. Você pode conversar conosco sobre isso?

Aprendi a surfar quando tinha cerca de 5 anos, mas pratiquei muitos esportes quando criança, desde passeios a cavalo até tênis e netball.

Essencialmente, todos os esportes escolares que existiam, eu tentava (qualquer coisa para sair do inglês, certo?). Tínhamos até uma academia de surf na escola. E fiz minha primeira competição aos 12 anos e fiquei em terceiro lugar no estadual. Adoro como tudo começa na base, com boardriders locais, estaduais, nacionais e até mesmo o WQS (World Qualifying Series), que é internacional.

Conheci alguns dos meus melhores amigos viajando pelo mundo e surfando juntos em competições. E é uma comunidade mundial épica.

Não esqueçamos também que você deve ter tido acesso a algumas ondas decentes enquanto crescia em Phillip Island. Quais são seus favoritos? Você acha que morar lá também influenciou seu lado criativo?

Cabo Woolami! Eu absolutamente amo os rip bowls de lá… tão desafiadores, mas tão divertidos!

E sim, acho que surfar é criativo. Você tem que estar presente e “seguir o fluxo”. Acho que isso transparece na minha arte, tudo é desenhado à mão e nada é perfeito!

Honestamente, sinto que tenho um estilo de surf e um estilo de arte que é distintamente “Sophie”. É a minha maneira de ser criativa e adoro isso! Quero ser um surfista estiloso, poderoso e também um artista.

E os surfistas/artistas. Algum que você admira?

Steph Gilmore… minha favorita de todos os tempos como surfista, humana e criativa. Uma rainha absoluta!

Steph realmente governa. Agora, algumas perguntas pessoais. Qual foi o melhor show ao vivo que você já viu?

Ooohhh Matt Corby em 2019, mas acabei de ver o Lime Cordial na Cornualha há 2 dias também. Ambos estavam ao pôr do sol com A melhor equipe e eu me diverti muito!

Viagens de surf sozinho ou com amigos?

Com companheiros 100%.

Adoro compartilhar experiências, rir e brincar com os amigos. Se eu for esmagada pela ondas, quero que meus amigos vejam e riam juntos. 

Alternativamente, se eu for atacada ou fizer algo legal, quero torcer com eles. Eu fiz um acampamento de surf/viagem no deserto com um amigo e foi muito engraçado!

As melhores lembranças.

Surfistas femininos e masculinos favoritos na turnê mundial atualmente?

Carissa Moore! E eu também avalio Ethan Ewing. 

A competição mais memorável que você já surfou e por quê?

Um evento WQS na Austrália Ocidental. Eu estava trabalhando muito e tudo deu certo para mim e acabei vencendo o evento.

Outro evento recente foi nos testes do Rip Curl Pro em Bells Beach. Gostei muito de surfar em uma prancha maior e ter uma parede grande para surfar. Também competi com um dos meus melhores amigos com quem moro no litoral.

Mesmo sendo uma competição, nós dois estávamos nos divertindo e nos divertindo.

Lugar ou país favorito para surfar e por quê?

J-Bay, África do Sul. É bobagem como isso é bom! Uma parede de água tão longa e bonita para pintar. Um lugar muito deslumbrante também!

Sessão ou clipe de filme de surf favorito?

Deixe uma mensagem. Muito bom. Garotas arrasando!

Refeição favorita depois de um surf?

Macarrão o dia todo, todos os dias.

E finalmente. Que conselho você daria aos jovens artistas que estão tentando transformar sua paixão em um negócio?

Se você acordar e ficar animado com isso, continue fazendo. Continue sendo você e tenha orgulho do seu estilo.

Começar um negócio é difícil, aprendi isso. Mas também é a coisa mais gratificante de todas! Ainda não consigo acreditar que as pessoas compram minhas criações e as amam! Tão especial. Isso me inspira a continuar com um sorriso!

Confira o design da capa da Sophie aqui